Arquétipos de Marca: Como criar uma marca com personalidade

Os arquétipos de marca podem te ajudar a definir o tipo de público e a forma com que esse público irá interagir com sua marca, produtos e serviços.

11251

Arquétipos de Marca: Como criar uma marca com personalidade | Kingmaker

Em primeiro lugar, você sabe o que são arquétipos de marca e como eles podem te ajudar a criar uma marca com personalidade atraente e lucrativa?

Ao criar uma marca, muitas empresas e profissionais se baseiam em outras marcas mais famosas para criar sua própria identidade e isso não é de todo ruim.

Seguir bons exemplos de referência é sempre recomendado.

No entanto, entender como ocorre o processo de criação dessas marcas te dará muito mais bagagem para criar uma personalidade atraente e lucrativa para sua marca.

Neste artigo te apresentamos os Arquétipos de Marca. Uma das principais formas de criar uma personalidade única e atraente para sua marca.

Aproveitamos para te convidar a conhecer o IDENTIDADE VISUAL PREMIUM, uma excelente solução para transformar seu negócio em uma marca atraente e lucrativa.

 

CONFIRA TAMBÉM:

O QUE SÃO ARQUÉTIPOS DE MARCA

Arquétipo é um conceito da psicologia utilizado para representar padrões de comportamento associados a um personagem ou papel social.

Já os Arquétipos de Marca são padrões de personalidade usados como base para a criação de marcas mais humanas, atraentes e lucrativas.

Segundo o renomado psicólogo C. G. Jung, a humanidade possui uma consciência coletiva.

Essa consciência coletiva utiliza alguns padrões de identificação de personalidade, seguindo as características de algo ou alguém.

Jung denominou essas características de personalidade de arquétipos que, independente da época, lugar e cultura, tendem a se repetir.

O governante, o sábio e o herói são exemplos de arquétipos de marca. Esses “personagens” têm características que são percebidas de maneira semelhante por todos os seres humanos.

 

ARQUÉTIPO DE MARCA NO LIVRO “O HERÓI E O FORA DA LEI”

No livro “O Herói e o Fora da Lei“, as autoras Margaret Mark e Carol S. Pearson utilizam como base alguns dos arquétipos de Jung para ajudar a dar personalidade às marcas.

As autoras defendem que, para marcas, existem 12 arquétipos padrões, e que toda marca deve ter um arquétipo dominante e dois complementares.

Vele ressaltar que Jung definiu que existem infinitos arquétipos, porém as autoras do livro “O herói e o Fora da Lei” optaram por utilizar apenas 12, divididos em 4 grupos.

Vale lembrar também que o desalinhamento na comunicação é um dos principais erros cometidos por marcas dos mais variados segmentos, e no mercado de alto padrão não é diferente.

Utilizando arquétipos de marca coerentes com seu negócio você evitará que, em cada interação com seu público, sua marca não se apresente com uma personalidade diferente.

Isso evitará que seu possível cliente se confunda e saiba exatamente o perfil que sua marca representa.

Fora isso, muitos se identificarão mais com um tipo de arquétipo de marca do que com outro.

 

OS ARQUÉTIPOS DE MARCA E OS 4 IMPULSOS HUMANOS

Os 12 arquétipos de marca | Kingmaker

Ao criarmos uma personalidade de marca, devemos saber que existem 12 Arquétipos de Marca observados na literatura por Margaret Mark e Carol S. Pearson no livro “O Herói e o Fora-da-Lei”.

Os 12 arquétipos de Marca podem ser divididos em 4 grupos, de acordo com os quatro principais impulsos humanos.

Os 4 impulsos e seus respectivos arquétipos são:

  • Maestria/Risco:  Quando queremos fazer algo notável e ser lembrado para sempre. Lutamos pelos nossos sonhos, mesmo que para isso seja preciso quebrar regras e superar desafios. (Herói, Fora-da-Lei e Mago)
  • Independência/Auto-realização: Quando há um desejo de ficar só, refletir, decidir e conhecer o verdadeiro Eu. (Inocente, Explorador e Sábio)
  • Pertença/Grupo:  Ajuda quando a pessoa sente profunda necessidade de pertencer a um grupo. (Bobo da Corte, Cara Comum e Amante)
  • Estabilidade/Controle: Quando queremos ter um certo controle das coisas, um poder nas mãos. (Criador, Prestativo e Governante)

Abaixo descrevemos os 12 arquétipos de marca para que você use como referência para criar sua personalidade de marca:

 

01. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO HERÓI

Personalidade de Marca: Arquétipo Herói

O Arquétipo de Marca do Herói é perfeito para empresas com consumidores dinâmicos, que buscam desafios e velocidade.

A ideia aqui é ser o mais forte possível e esquecer a arrogância, sempre pensando na batalha a ser conquistada.

Outro ponto importante é o fato que são pessoas protetoras e fazem o que deve ser feito para cuidar de alguém.

Disciplina e foco são primordiais, assim como ser o mais competente e corajoso.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO HERÓI

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO HERÓI NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Utilize o Arquétipo do Heróis se você pratica preços de moderados a altos, possui um produto inovador e com potencial para causar impacto no mundo.

Esse tipo de marca invoca o empoderamento de seus clientes, transformando-os em verdadeiros heróis de suas histórias.

Se você ajuda as pessoas a alcançarem resultados superiores, melhor ainda!

 

02. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO FORA DA LEI

Personalidade de Marca: Arquétipo Fora da Lei

Alguém rebelde, selvagem, que quebra todas as regras.

Este personagem se vê em um mundo no qual ele faz as regras, deseja vingança ou então revolução.

A liberdade é muito importante, sem contar o medo de perder o controle ou ser comum.

O fora da lei precisa aparecer, então ele resolve quebrar, brigar, humilhar, fazer de tudo para manter o poder sob seu domínio.

Perceba que a meia idade ou adolescência são períodos da vida com grandes conflitos na família e sociedade.

Então se a sua marca vende para este público, vá em frente com este arquétipo.

A Harley Davidson, MTV ou Apple são marcas que seguem esta linha, basta olhar as propagandas.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO REBELDE

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO REBELDE NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Os seus clientes se identificam com valores fora do padrão social vigente e querem destruir as coisas como elas são para criar algo fora desse padrão.

Use esse conceito e aplique preços mais altos para alcançar esse perfil.

 

03. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO MAGO

Personalidade de Marca: Arquétipo Mago | Alexsandro kingmaker

Tem coisas que não podem ser explicadas em números ou dados, então entra em cena o Mago.

A sabedoria para ele consiste em entender os fenômenos através da ciência, religião e tecnologia.

Ele faz com que um sonho se torne realidade.

Produtos e/ou serviços que curam, nos fazem relaxar, catalisam mudanças, influenciam pessoas com gatilhos mentais, afirmam e constroem suas ideias para o público e sabem encontrar os resultados certos são perfeitos para o perfil do mago.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO MAGO

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO MAGO NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

O que importa é a transformação que você pode causar na vida das pessoas e não o quanto ela irá custar (desde que seja algo que as pessoas realmente queiram).

Crie rituais e utilize as crenças da sua audiência, utilizando elementos lúdicos e fantásticos na sua comunicação.

 

4. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO INOCENTE

Personalidade de Marca: Arquétipo Inocente | Alexsandro kingmaker

Eis o primo certinho da família.

Bondade, amor, fraternidade e pureza são elementos-chave para este perfil.

O estilo de vida aqui é o mais natural e simples, retirando rótulos sociais e optando por uma qualidade de vida acima do comum.

A fé e otimismo constroem um forte laço entre este arquétipo, o qual tem a tendência de fazer tudo o mais correto possível.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO INOCENTE

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO INOCENTE NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

A Coca-Cola, por exemplo, possui um público muito diversificado e o arquétipo do inocente funciona porque se conecta com a criança interior, que todos nós temos.

As marcas ligadas à bondade, nostalgia e que possuem valores sólidos são aquelas que mais se adequam ao arquétipo do Inocente.

Os produtos desse tipo de marca oferecem uma resposta simples a um problema fácil de identificar.

É um arquétipo mais sensível a preços, ao contrário do Explorador.

 

05. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO EXPLORADOR

Personalidade de Marca: Arquétipo Explorador | Alexsandro kingmaker

Livre, leve e solto é o lema, pois viajar o mundo faz parte da rotina.

O explorador pode ser relacionado a marcas que incentivam seus consumidores a descobrir novos mundos e a experimentar o novo.

A inquietação e a falta de rotina, assim como a independência são essência deste arquétipo.

A geração Y tem muito a ver com este perfil, sendo elas pessoas inquietas, que quebram regras e apreciam sua individualidade, esta é uma boa opção para marcas com este target.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO EXPLORADOR

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO EXPLORADOR NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Se o seu produto ajuda as pessoas não só a serem livres, mas também pode ser “consumido em qualquer lugar” e comprado pela internet, o arquétipo do Explorador pode ser uma boa escolha para representar sua marca.

Indicado também se ajuda as pessoas a expressarem sua individualidade, seja através de roupas, do corte de cabelo e até de móveis e objetos de decoração.

 

06. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO SÁBIO

Personalidade de Marca: Arquétipo Sábio | Alexsandro kingmaker

Típico de quem é investigador, pensador e vive dando conselhos.

Costuma ver o mundo de um jeito diferente, através da ótica do conhecimento.

São pessoas que fazem uma análise de si e tem compromisso com o autoconhecimento.

Este arquétipo vive em busca da verdade que trará alívio e liberdade ao seu existir, validando e mensurando tudo que possa ser questionado.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO SÁBIO

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO SÁBIO NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Marcas que informam e educam e fazem seus clientes pensarem. Esse é o arquétipo do Sábio.

Use esse arquétipo somente se puder provar que tudo que diz está baseado em fatos e dados.

 

07. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO BOBO DA CORTE

Personalidade de Marca: Arquétipo Bobo da Corte | Alexsandro kingmaker

É o ser que vai aproveitar cada momento e viver intensamente os minutos, fugindo totalmente do tédio.

Este é um arquétipo que busca travessuras,  jogos e pinta o sete, mas tem suas fraquezas, como por exemplo, perder o tempo ou a frivolidade.

Além de ser brincalhão e alegre, este personagem quer ser visto como ele é, sem máscaras ou fingimentos.

O grupo precisa aceitá-lo do jeitinho dele.

Ao levar a vida mais leve, quem segue este arquétipo faz com que através da inovação e informalidade processos complicados e tediosos fiquem mais “legais” de serem executados.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO BOBO DA CORTE

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO BOBO DA CORTE NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

O seu produto deve ajudar as pessoas a se divertirem e fazerem parte de um grupo.

Fora isso, sua linguagem deve ser informal e ter suas próprias gírias.

 

08. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO CARA COMUM

Personalidade de Marca: Arquétipo Cara Comum | Alexsandro kingmaker

O cara comum pensa que todo mundo é igual e nele há grande vontade de pertencimento a grupos, odiando ser deixado de lado e evitando se destacar.

Pense em alguém que ama se conectar a outras pessoas e se junta facilmente a uma multidão.

Pois bem, este é o cara comum.

Ele também utiliza o conceito de democracia e se realiza quando encontra e integra grupos com a mesma ideologia.

Infelizmente é um alvo fácil de ser manipulado, deixando de lado muitas vezes sua individualidade em prol do grupo.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO CARA COMUM

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO CARA COMUM NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

“Eu posso ser como você” ou “todos nós podemos” são as mensagens que mais atraem a atenção do arquétipo do Cara Comum.

Ideal para vender produtos de uso cotidiano e de preço baixo.

Além de marcas que querem se diferenciar de outras do mesmo nicho de mercado mais caras e elitistas.

 

09. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO AMANTE

Personalidade de Marca: Arquétipo Amante | Alexsandro kingmaker

O mundo da moda, estética e beleza conseguem associar muito suas marcas a este arquétipo.

Existe um culto e valorização da beleza, sexo e romances, chamando a atenção para o corpo e suas formas.

Aqui neste perfil observa-se a tendência em desejar relacionamentos com pessoas e o trabalho, mas se perde em prazeres e por vezes pode ser manipulado.

É elegante e lúdico, prestando atenção aos divertimentos de modo intenso dentro de sua admiração ao corpo.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO AMANTE

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO AMANTE NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Aplique o arquétipo se a sua marca ajuda as pessoas a encontrar amor, amizade ou beleza.

Ou ainda usa a sensualidade para vender.

É uma boa maneira de se diferenciar das marcas mais comuns e cobrar um preço maior por isso.

 

10. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO CRIADOR

Personalidade de Marca: Arquétipo Criador | Alexsandro kingmaker

Criar algo novo é o lema, pois se algo não existe pode ser construído.

Este tipo de personagem tem como aliados a criatividade e imaginação, sempre inovando em algo duradouro e evitando a mediocridade na hora de elaborar uma grande sacada.

São personagens que ao se depararem com um dia difícil vão para casa e pintam, criam alguma coisa além do esperado.

O desejo e satisfação tem muito a contribuir na hora de se envolver em projetos criativos.

Os produtos e serviços oferecidos por marcas associadas a este arquétipo prestam assistência ao usuário.

Além de chamar a atenção para o status, pois engloba a ideia de construção e personalização.

A venda de pinturas, quadros, móveis, serviços de decoração e muito mais, são exemplos de produtos e serviços que se acoplam a este perfil.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO CRIADOR

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO CRIADOR NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Ferramentas que ajudam pessoas criativas a criarem mais são os produtos certos para quem vive esse arquétipo do Criador, já que seus clientes gostam muito de usar a sua criatividade.

Indicado para quem está tentando diferenciar sua marca de outras mais genéricas.

 

11. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO PRESTATIVO

Personalidade de Marca: Arquétipo Prestativo | Alexsandro kingmaker

Amar ao próximo é com ele mesmo.

Um verdadeiro altruísta e cuidador, o Prestativo vê o mundo com compaixão e amabilidade.

Seria terrível para ele o egoísmo e a ingratidão, assim como a instabilidade e dificuldade.

Ele vê as dificuldades do usuário e se coloca no lugar, facilitando a vida de todos.

Atividades como restauração, consertos, cuidados com idosos ou crianças, limpeza, preocupação com o bem-estar e muito mais, são marcas que podem se beneficiar deste arquétipo.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO PRESTATIVO

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO PRESTATIVO NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Tradicionalmente negócios relacionados à educação e saúde e causas sem fins lucrativos correspondem ao arquétipo do prestativo.

Para fortalecer ainda mais esse tipo de personalidade de marca seu negócio deve estar envolvido e engajado em causas sociais, ações beneficientes e humanitárias.

Fora isso, sua marca ainda pode promover ações pela saúde e segurança de seus clientes e do seu público como um todo.

 

12. O ARQUÉTIPO DE MARCA DO GOVERNANTE

Personalidade de Marca: Arquétipo Governante | kingmaker

O controle, poder, revolução e liderança pertencem a este arquétipo.

Apesar de ser alguém responsável e com muito peso nas costas, precisa liderar, ser o chefe.

No marketing poderíamos associa-lo a uma marca que reforça atributos de liderança e prestígio, reafirmando o poder que o consumidor tem, que o cliente está no poder.

Marcas que possuem o target focado em classes sociais mais altas e empresas relacionadas a crédito e dinheiro em geral tendem a ser governantes.

 

EXEMPLOS DE MARCAS QUE USAM O ARQUÉTIPO DO GOVERNANTE

 

COMO USAR O ARQUÉTIPO DO GOVERNANTE NA PERSONALIDADE DA SUA MARCA

Marcas que fazem o consumidor parecer poderoso, luxuoso e tradicional e que ainda ajudem as pessoas a serem mais organizadas utilizam o arquétipo do Governante.

Os preços podem e devem ser mais altos que os praticados no mercado, porém o que vale aqui não são os preços mas sim os valores tangíveis e intangíveis.

Opte por uma comunicação mais tradiciaonal e mais voltada aos valores e aspirações da sua audiência.

 

CONCLUSÃO

Criar uma personalidade de marca atraente e lucrativa utilizando arquétipos de marca, permitirá um melhor posicionamento em seu mercado de atuação.

Além disso, te dará uma direção sobre qual tom de voz deverá utilizar para engajar e captar clientes.

Aproveito para te convidar a conhecer a IDENTIDADE VISUAL PREMIUM, uma excelente solução para transformar seu negócio em uma marca atraente e lucrativa.

Forte abraço e conte conosco!