Como colocar um site de alto padrão no topo do Google

Ter seu site aparecendo entre os primeiros resultados no Google pode trazer diversas vantagens para sua empresa. Descubra como colocar seu site no topo do Google.

4726

Como colocar um site no topo do Google | Kingmaker

Aparecer no topo do Google é o desejo da maioria dos sites das marcas do mercado de alto padrão.

Estar no topo do Google significa, entre outras coisas, mais acessos em seu site e, como resultado, mais clientes para seu negócio.

Atualmente cerca de 93% das decisões de compra começam online, sendo a maioria através de uma busca no Google.

E para que seu site reine nas primeiras posições, apresentamos aqui um guia básico de como colocar um site de alto padrão no topo do Google.

Ah, aproveitamos para te convidar para conhecer o MARKETING DIGITAL PREMIUM.

O MARKETING DIGITAL PREMIUM é uma solução única e exclusiva que que já gerou mais de R$25 milhões em vendas pra alguns de nossos clientes.

 

CONFIRA TAMBÉM:

 

COMO OTIMIZAR SEU SITE PARA QUE ELE APAREÇA NO TOPO DO GOOGLE

Existem algumas coisas que você precisa saber antes de descobrir como otimizar seu site e colocá-lo no topo do Google.

É muito importante entender, por exemplo, como o sistema de buscas do Google funciona e como você pode utiliza-lo para destacar seu site.

 

COMO O GOOGLE FUNCIONA?

Para oferecer uma experiência positiva aos usuários que utilizam seu sistema de buscas, o Google conta com uma imensa base de dados.

Nesta base de dados estão as cópias de todos o sites que seus pequenos robôs virtuais copiam diariamente em toda a internet.

Esses pequenos robôs virtuais vasculham a internet todos os dias em busca de sites com conteúdos relevantes e boa estrutura de construção.

Ao encontrar este tipo de site, esses pequenos robôs fazem uma cópia de seu conteúdo e o indexam à base de dados do Google.

 

COMO UM ROBÔ DO GOOGLE PODE CHEGAR AO SEU SITE

Os caminhos mais utilizados para que esses pequenos robôs virtuais cheguem a algum site são:

  • Através de links de sites já indexados ao Google;
  • Envio de sitemap para o Google Search Console;
  • Através de anúncios no Google Ads;
  • Apenas sendo encontrado pelo conteúdo relevante e estrutura que o site apresenta.

 

COMO É FEITO O POSICIONAMENTO NAS PESQUISAS

Já o posicionamento nas pesquisas se dá pela qualidade do conteúdo, da construção do site e do número de visitantes que aquele site obtém através de pesquisas anteriores.

Quando um usuário faz uma busca no Google, em questão de milissegundos, o Google verifica em sua base de dados os sites que mais se adequam a busca.

Após essa verificação, os resultados são apresentados por ordem de relevância.

Quanto mais original e completo for o conteúdo de seu site, melhor será seu posicionamento.

 

BUSCAS PERSONALIZADAS

Quando o usuário esta logado ao Google (via algum serviço do Google como o Gmail por exemplo), o sistema de buscas apresenta resultados personalizados conforme:

  • Pesquisas anteriores do próprio usuário;
  • Localização do usuário;
  • Histórico de sites visitados anteriormente;

Isso pode impedir com que outros resultados, que poderiam ser realmente interessantes para aquele usuário, apareçam nas pesquisas.

Isso simplesmente porque o algoritmo do Google entendeu que não seria interessante mostra-los.

Claro que o pessoal do Google trabalha muito para cada dia melhorar ainda mais seu sistema de buscas, mas é bom conhecer as limitações do sistema antes de utiliza-lo.

 

MAS COMO OTIMIZAR MEU SITE PARA QUE ELE APAREÇA NO TOPO DO GOOGLE?

A correta indexação e bom posicionamento de seu site no topo do Google dependem de ações on-page (na próprio site) e off-page (fora do site).

Neste artigo vou focar apenas nas ações on-page pois são as que você mesmo pode fazer em seu site, não dependendo diretamente de terceiros para isso.

Vale lembrar que existem inúmeras outras ações no próprio site que podem melhorar seu ranqueamento no Google.

Porém, ao seguir integralmente as dicas que trago abaixo, seu site já estará muito melhor que a maioria dos sites de sua concorrência.

 

01 – Utilize palavras-chave relevantes

Basicamente o Google utiliza o conteúdo, composto por palavras e frases presentes em um site, para indexá-lo e ranqueá-lo em seu sistema de buscas.

Sendo assim, um dos principais meios de otimizar seu site é melhorando a qualidade, organização e apresentação dos textos, palavras e frases.

Fora isso é importante entender o conceito de PALAVRA-CHAVE.

A palavra-chave é a uma palavra ou uma frase utilizada pelo usuário em uma busca no Google.

Para que seu site apareça no topo do Google, você deve ter em mente que cada página do mesmo deve corresponder a uma palavra-chave.

Sendo assim, vale mais a pena ter um site com dez páginas diferentes, tratando cada uma de um assunto específico, do que ter uma página tratando de dez assuntos diferentes.

Ao invés de utilizar apenas uma única página para falar de todas as soluções que você oferece, certamente é melhor separar cada uma das soluções que oferece em páginas especificas.

Confira Também: Como inovar seu site e torná-lo mais relevante para seus clientes

 

02 – Registre um bom domínio para seu site

Para otimizar corretamente seu site você deve escolher e registrar um bom domínio.

Um domínio nada mais é do que o endereço principal de seu site. Ex.: “www.seusite.com.br” ou “www.seusite.com”

Domínios que possuem a palavra-chave principal de um site tem mais chances de aparecerem em bons posicionamentos nas pesquisas do Google.

Claro que apenas um bom domínio não é capaz de colocar seu site no topo do Google.

Porém, é muito importante que seu site tenha um bom domínio para ajudar em sua otimização.

Atualmente o Google tem dado preferência para sites que tenham uma boa chave de segurança e apresentem as iniciais “https://”

Confira Também: Como registrar um domínio para seu site de alto padrão

 

03 – Utilize URLs amigáveis

Uma URL nada mais é do o endereço de cada página presente em um site.

A URL pode ser apresentada de várias maneiras e cabe a você configurá-las de forma correta.

A maneira mais eficiente de utilizar URLs amigáveis é utilizar a palavra-chave principal da página dentro de um contexto.

Digamos, por exemplo, que a palavra-chave da página que você está criando seja “artigos de luxo”.

Neste caso, sua URL amigável poderia ser “www.seusite.com.br/artigos-de-luxo/” ou “www.seusite.com.br/os-melhores-artigos-de-luxo/”.

Claro que quando menor e mais específica for a URL melhor será o resultado.

 

04 – Utilize bons títulos externos para as páginas do seu site

O título da página representa o assunto principal que o usuário encontrará naquela página.

Títulos criativos, chamativos e atraentes tem maiores chances de serem clicados pelo usuário.

Porém, para que esses mesmos títulos tenham boa indexação no Google, é necessário que os mesmos sigam algumas diretrizes.

Um bom título possui a palavra-chave principal ou seu sinônimo entre as três primeiras palavras do título.

É recomendado que o título de uma página não tenha mais de 70 caracteres (contando os espaços vazios) e que a palavra-chave não apareça mais de duas vezes no título.

Fora isso, não é recomendado que mais de uma página tenha o mesmo título.

Isso pode ser caracterizado como spam e o Google pode punir seu site não o mostrando em suas pesquisas.

Evite títulos genéricos, como “Home”, “Quem Somos” e “Contato”, por exemplo.

 

05 – Utilize boas descrições para cada página do seu site

Assim como o título, a descrição da página é um dos fatores mais importantes na otimização de um site.

A descrição é um pequeno resumo do que o usuário encontrará naquela página.

É recomendável que essa descrição tenha no máximo 160 caracteres (contando os espaços vazios).

Recomendo também que a palavra-chave principal da página não apareça mais de duas vezes.

Vale ressaltar que o título, descrição e URL de uma página aparecerá nos resultados do Google quando um usuário fizer uma pesquisa no Google.

 

06 – Otimize e nomeie corretamente as imagens do seu site

Como já mencionei anteriormente, o Google utiliza, principalmente, palavras e frases para indexar e ranquear um site.

Porém ele não “lê” imagens tão bem assim.

Sendo assim é muito importante atribuir boas descrições a cada imagem que utilizar em seu site.

Existem dois campos principais que você deve preencher para que uma imagem tenha boa indexação no Google.

Um dos campos é o “title” que se refere ao título da imagem e seguem as mesmas regras do título da página.

E o outro campo é o “alt” (alternativo) que indica a frase que deverá aparecer caso a imagem não seja carregada na hora de visualizar o site.

Fora isso, uma das principais características que o Google leva em conta na hora de indexar e ranquear um página é a velocidade de abertura de um site.

Por isso é muito importante que não utilize imagens muito pesadas nas páginas de seu site.

Quanto mais leves as imagens. mais rápido será seu site e melhor ranqueado ele estará.

Claro que dificilmente, um site com nenhuma imagem ou imagens de má qualidade por causa da compressão, agradará ao visitante.

Lembre-se sempre que a experiência do visitante no seu site deve ser priorizada pois é ele que pode se tornar seu cliente.

Sendo assim, mantenha o equilíbrio entre o peso da imagem e a qualidade da mesma.

LEIA TAMBÉM: Como melhorar as fotos de seu site para valorizar sua marca

 

07 – Utilize uma boa hierarquia de títulos internos

Aqui deixarei algumas dicas que, se bem se utilizadas poderão tornar seu site muito mais fácil de ler e com grande potencial de figurar entre os primeiros resultados no topo do Google.

Vamos lá?!

A primeira coisa é entender a hierarquia de títulos internos e parágrafos de uma página.

Os títulos internos de uma página são apresentados pelos atributos “H1”, “H2”, “H3” e assim por diante.

Sendo que o “H1” é maior que o “H2” que, por sua vez, é maior que o “H3” e assim por diante.

Segundo meus anos de experiência percebi que a melhor forma de organizar os títulos internos na otimização de um site é a seguinte:

  • O atributo “H1” deve ser o título interno principal da página; Deve estar no início do texto; Deve conter a palavra-chave principal da página; Deve ser apresentado apenas uma vez por página;
  • Os atributos “H2” devem ser os subtítulos principais da página; Podem aparecer várias vezes ao longo da página porém cada um com um subtema específico; Metade dos subtítulos devem conter a palavra-chave principal da página;
  • Os atributos “H3” devem ser utilizados nos tópicos numéricos ou para separar o conteúdo dentro de um subtítulo;

Dificilmente utilizo atributos “H4” ou “H5” nas páginas que desenvolvo mas, dependendo da forma que você prefira para otimizar seu site, eles podem ser utilizados.

 

08 – Utilize uma boa estrutura de textos

Mais uma vez te passarei o que eu testei, utilizo e qua dá certo na maioria dos casos.

A palavra-chave principal deve aparecer no primeiro parágrafo da página e deve aparecer ao longo do texto algumas vezes.

Uma dica aqui é não se empolgar e ir colocando a palavra-chave principal em todos ou na maioria dos parágrafos da página.

Isso também pode ser entendido como spam e o Google pode punir seu site por isso.

Acredito que o ideal seja distribuir a palavra-chave principal ao longo do texto em pontos estratégicos, nem muito perto e nem muito longe uma das outras.

Fora isso, recomenda-se que a maioria dos parágrafos de seu texto tenham no máximo 20 palavras cada.

Do mesmo modo, todo o texto que estiver após um subtítulo seja composto por, no máximo, 250 palavras.

Recomenda-se, também, que cada página tenha acima de 300 palavras, no entanto aconselho que tenha mais de 900 palavras.

Parece muito?

Só pra exemplificar, este artigo que você está lendo possui mais de 2000 palavras.

É normal achar todas essas informações complicadas no início mas, depois de colocar essas dicas em pratica por algum tempo, tudo passará a ser automático.

Recomendo que releia esse artigos várias vezes, utilizando como um guia básico de otimização de sites.

 

09 – Utilize uma boa estrutura de links internos

Links internos são as ligações entre as páginas de seu site.

O menu principal, por exemplo, é um conjunto de links internos que te leva a outras páginas de seu site.

Uma dica é que, quando for montar seu site, crie um diagrama indicando os caminhos e ligações internas que seu site deverá ter.

Ao montar seu site no WordPress, por exemplo, você poderá criar páginas principais, sub-páginas, categorias e subcategorias.

A correta organização dessa estrutura deve ser planejada antecipadamente.

Pense sempre na melhor maneira de fazer o usuário “passear” pelo seu site, afim de conhecer o conteúdo de cada página e querendo conhecer as demais páginas.

Para sites com poucas páginas esses caminhos são simples.

Porém, como nosso foco aqui é que seu site seja Premium, é bem provável que ele ultrapasse facilmente a quantidade de 30 páginas.

Uma estrutura clara e otimizada de links internos facilitará a navegação em seu site.

Por consequência, facilitará a vida do usuário tornando seu site mais amigável aos olhos do Google.

Você poderá incluir links para outras páginas, com assuntos complementares ou similares ao assunto abordado, no meio de uma página por exemplo.

Isso poderá aumentar o interesse do usuário em continuar em seu site.

 

10 – Não utilize black hats

Black Hat são táticas proibidas utilizadas a fim de burlar o sistema de buscas do Google.

Entre as práticas de Black Hat mais conhecidas estão:

  • Utilizar diversas palavras-chaves repetidas no rodapé ou em alguma parte da página;
  • Utilizar várias palavras-chaves repetidas, com a mesma cor do fundo, ao longo da página para que o usuário não as veja;
  • Utilizar títulos e descrições que não representam o real conteúdo da página;
  • Utilizar a palavra-chave em todos ou em muitos parágrafos do texto, tornando os mesmos chatos pra ler mas, teoricamente, mais fácil de ser indexados;
  • Comprar links de outros sites maiores sem relação ao conteúdo de seu site, a fim de aumentar a importância dele para o Google;
  • Criar páginas com conteúdo duplicados sobre o mesmo assunto;
  • Usar técnicas que apresente um conteúdo para o robô virtual do Google e outro conteúdo para o usuário;

A utilização destas táticas pode funcionar, em alguns casos, em sites qua ficam por algum tempo no topo do Google até serem descobertos.

Além de antiética, essas práticas são perigosas pois o Google possui excelentes ferramentas para descobrir e punir os sites que as utilizam.

Se você quer que seu negócio seja reconhecido como uma boa marca, sobretudo deve priorizar práticas corretas, integras e o honestas.

É bem provável que, se agir de forma desonesta já nas táticas de divulgação de seu negócio, será desonesto em outras áreas de sua empresa.

E como resultado deste tipo de posicionamento você atrairá somente pessoas desonestas.

 

DICA BÔNUS PARA QUE SEU SITE FIQUE NO TOPO DO GOOGLE

Como muitos sabem, sou simpatizante do Marketing Overdelivering que consiste basicamente em entregar mais do que você promete.

Sendo assim, uma excelente dica para melhorar o ranqueamento de seu site é investir em conteúdo exclusivo de qualidade.

Pode parecer algo simples, porém pode ser muito poderoso compartilhar com seu público um conteúdo exclusivo de qualidade sobre assuntos relacionados ao seu nicho de atuação.

São inúmeros assuntos que poderão ser relevantes para o Google e para sua audiência.

Para te ajudar ainda mais para colocar seu site no topo do Google, seguem links de algumas ferramentas grátis on-line:

 

CONCLUSÃO

Em resumo, se você seguir todas as dicas de otimização de sites para o Google que eu trouxe neste artigo, seu site terá muito mais chances de reinar no topo do Google.

Aproveito para te convidar novamente para conhecer o MARKETING DIGITAL PREMIUM, uma solução única e exclusiva que que já gerou mais de R$25 milhões em vendas pra alguns de nossos clientes.

Forte abraço e conte conosco!